sábado, 31 de julho de 2010

Blueberry

Não estou falando de celulares. Aquele é  BlackBerry® . Esta é só a fruta azul que no Brasil é muito rara, cara ou importada. Este ano vi frescas no supermercado. São uma delícia.  Mas fiquei bem surpresa em encontrar essa que é produto daqui da Ilha onde moro.

Agora vou ter que entrevistar  meia dúzia de coreanos e descobrir onde fica a "Blue Farm", porque, convenhamos, deve ser uma delícia colher a fruta no pé.

Ah sim, o sabor. Pra quem não teve o prazer de experimentar, a primeira impressão é de sabor nenhum, mas com a degustação se percebe um doce-azedinho muito bom, refrescante que lembra de longe a pitanga(?), a guabiroba(?), o guabiju(?), todos juntos?  Não sei especificar, mas é bom. Muito bom!
.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Budapest Kake

Achei hoje a receita que eu havia ganho das amigas norueguesas (em norueguês, óbvio) de uma torta que eu provei em 17 de maio na comemoração da Norwegian Constituition Day, aqui em Okpo. 
Olha que maravilha a BUDAPEST KAKE:


Como já haviam me pedido a receita da mesma quando postei a foto no Facebook, eu copiei ela igualzinho recebi no papel, pra postar aqui. Aí vai:

Budapest Kake
6 egge hviter + 3 dl farin piskes godt stiv
ha så i en pakke vaniljesaus utenkoking (bare pulveret - ikke lag saus)
ha bake papir i bunnen på kum fyr panna og ha deigen oppi.
dryss så mandel flarn oppå
stekes 20 min i 170º
Når kaken er stekt, hvelves den på baker papir, og ha et tynt lag med apricos syltet  over hele kaken
pisk 3 dl flyte - ha oppå - så  en bul mandarinen (godt avrente) oppå flyten rull kaken sammen - og server den på: exclusiv rekt fest boks
.

Tudo certo, sem histeria, eu aperto a tecla SAP ;)

Bolo de Budapeste
6 claras de ovo + 3 xícara de açúcar batidos bem firme
um pacote de creme de baunilha sem preparar (só o pó )
Coloque papel manteiga no fundo de uma forma lisa e a massa nela.
Em seguida, polvilhe as amêndoas em cima e leve para assar por 20 minutos em 170 ºC
Quando o bolo está assado, vire sobre o papel manteiga e espalhe uma fina camada de abricos picados sobre o bolo.
Faça um rocambole e deixe a parte da abertura para baixo.
Bata 3 xícaras de creme de leite fresco para a cobertura e decore com mandarino bem drenados em cima do bolo .


Aqui tem a receita mais detalhada e correta.

No próximo "evento" familiar vou me arriscar a fazer.  Quando? :))

segunda-feira, 26 de julho de 2010

DARING BAKERS CHALLENGE JULY, 2010 - Swiss swirl ice cream cake!


The July 2010 Daring Bakers’ challenge was hosted by Sunita of Sunita’s world – life and food. Sunita challenged everyone to make an ice-cream filled Swiss roll that’s then used to make a bombe with hot fudge. Her recipe is based on an ice cream cake recipe from Taste of Home

Da série: Coisas que me fazem gostar muito da Coréia do Sul

Hoje eu e Mario fomos até Masan, uma cidade aqui perto (60km) para alguns compromissos, entre eles almoçar no Outback hehehe e lembrei que é lá também que tem o Departamento  de Trânsito, que seria o equivalente ao Detran Brasileiro, e pensei, porque não fazer nossa  "International Drive License", que sempre é bom ter uma válida quando se viaja pelo mundo.
No Brasil, pra fazer a nossa Carteira de Motorista (CNH), além dos milhões de exames e dos muitos $$$ que se precisa, é preciso ter tempo e paciência, muita paciência. Para emitir a Carteira Internacional de Habilitação (PID), paga-se mais uma pequena fortuna e espera-se agendamento pra um ou dois dias depois pra fazer e mais um ou 2 dias pra retirar.
Na Coréia do Sul, você chega lá com um sorriso na cara, mostra a sua Drive License Coreana, (que foi tirada há algum tempo, e porque a sua CNH Brasileira estava válida, só que precisou  um exame de vista, uma foto 3x4, preeencher o formulário e pagar 6.000wons (U$$5,00)), preenche um outro formulário, diz que esqueceu a foto, a moça te manda pra uma cabine no prédio em frente, onde você faz 12 fotos por 6.000wons (U$$5,00) em 5 minutos você está de volta com as fotos. Então ela pede o passaporte, muda pra cara de "nãotointendendo"  e mostra  o Alien Card Coreano, ela diz , "anio, complete name"  aí você escreve seu nome  completo em letras de forma no próprio formulário (eles confiam em você, percebeu?), paga a taxa de 7.000wons (U$$6,00) e  espera dez minutos. 
Saímos de lá felizes e contentes com as nossas  "International Driving Permit".  
Melhor de tudo: NENHUM ESTRESSE!

A Caixa Amarela do Sedex

Sempre traz boas lembranças, comidas ou afagos. E esta semana ela chegou duas vezes até aqui!!!!!
A primeira veio de casa, a segunda, de Uberlândia, terra da Kris Nardini, essa mulher, maravilhosa, que me mandou  pela segunda vez (os Correios perderam a primeira remessa) os gift's do sorteio pelo Twitter, do Blog http://www.cozinhandopararelaxar.com/ que ela pariu e cuida com maestria.

Olha que beleza!


domingo, 25 de julho de 2010

Louis Byun Ryoo

Olha que lindo o meu novo hóspede!
 Este é o Louis, ele é da Sandra, minha amiga e vizinha que precisou ir a Seul. Ele fica comigo até quarta!


Se cuidar de cães é crianças tem algo relacionado, agora entendo que as "meninas" são naturalmente mais comportadas e os "meninos" são naturalmente mais levados.  Não que isso seja ruim, nada disso, é só uma constatação!!!  
Adoro essa energia quadruplicada do Louis!


quinta-feira, 22 de julho de 2010

Il budino della nonna


Oggi ho fatto il budino come faceva mia nonna Josepina. 
Ops, tecla SAP por favor! 
Hoje fiz o pudim como fazia a minha avó Josepina. Sabor de infância "na colônia". Após uma refeição farta em uma mesa gigante, cheia de gente, era a hora da sobremesa, e vou te falar, era ruim de não ter espaço na barriga pra caber o pudim de leite da nonna. 
Lá "na colônia" não tinha leite condensado ou essas coisas "da cidade". Era tudo feito em casa ou cultivado pela nonna Josefa em sua horta, fresquinho. 
Os ovos (06) colhidos no dia; o leite (600ml) tirado na hora.; de açúcar (06 colheres de sopa)  era um dos poucos ingredientes que compravam. A farinha (01 colher de sopa) vinha do trigo mandado no moinho na última safra.  Misturados e batidos na mão pela habilidosa cozinheira, mãe e avó, caía na forma caramelada e ia pra panela em banho maria por uma hora com um a pesada pedra em cima pra segurar a tampa enquanto o fogão de lenha bufava pra fazer o pudim cozinhar. Horas depois ia pra mesa e nem sempre sobrava um pedaço assim pra fazer foto.
Há quem reclame a falta de doce ou do leite condensado. Eu ADORO, simples assim!

terça-feira, 20 de julho de 2010

Carinho vindo direto de casa

Coisa boa quando tocam a campainha e vem uma caixa amarela do Sedex. 
É certo que fico como criança!
Desta vez foi com a minha forma de pudim com tampa, coisa que me lembra a minha nonna e seu maravilhoso pudim de leite, cozido em banho-maria na panela funda com um pau de lenha bem pesado pra segurar a panela dentro d'água, no fogão de lenha, claro!

De quebra, uma bilhete da Gabi, que segundo fonte confiabilíssima, leva nos genes o mesmo amor pelas panelas da bisnonna, do nonno e da zia.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Cozinha internacional

Era assim que podia definir a minha hoje.  Pois estávamos eu (brasileira) e a  Sandra (filha de coreanos nascida nos EUA) fazendo pão pita (sírio). Usamos esta receita.
ainda no forno

domingo, 11 de julho de 2010

O que fazer num domingo chuvoso???

Pão!
 Pão com zhatar

Inventei logo duas receitas. A da foto aí de cima é com zahtar, que a Jarlena, uma brasileira que mora há 25 anos no Kweit e agora está aqui me deu. Um espetáculo de saboroso! A Receita é de pão normal, só acrescentei 2 colheres de sopa de zahtar na massa.

A outra eu tentei fazer integral. Usei linhaça, semente de abóbora, girassol, amêndoas, farinha de centeio e integral. Cresceu e está delicioso, só ficou quebradiço e não ficou bonito. Usei a receita do Tudo Gostoso como base.

 Pão de grãos.


Preciso de aulas com a Renata Lacerda. Volta logo Renata!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

9, 10, comer pastéis!

Deu saudades de um pastel de feira. Não tendo pra comprar, só fazendo. A massa, fiz ontem com a receita do Homem na Cozinha. Como aqui não tem pinga, usei saquê, ó que fino! Hoje, recheei alguns com carne, outros com queijo e tomilho. Fica a dica pra não abrir a massa tão fina.

sábado, 3 de julho de 2010

Os três Brasileiros nascidos em Okpo

Ano passado foi o ano dos meninos. Nasceram três brasileiros aqui em Okpo.  Olhem que delícia  o trio de garotões. As mamães, gatérrimas novamente, nem parecem que tiveram filho há tão pouco tempo!
 Alana e Igor, Aline e Pedro e Rafaela e Diego.


 Pedro, o sério do dia 09/09/09
 
 Diego, meu "gêmeo", de 24/10/09.


Igor, o Mr. Smile, de 27/10/09.




 São lindos, não? Dá vontade de ter um time desses só pra mim!