quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Receita de família

Grostoli pra mim. Cueca virada, calça virada ou fritoles para outros. 
Uma guloseima que tem gosto de infância.




4 ovos
1 copo de leite
1 copo de açúcar
3 colheres de sopa de manteiga

noz moscada
2 colheres de cachaça
1 colher de royal              
farinha até dar o ponto.
O ponto, neste caso, é o suficiente pra desgrudar das mãos. Não faça a massa muito dura. Use farinha pra polvilhar a mesa na hora de abrir a massa. 
Se abrir muito fina, ele não fica macio. Meio centímetro de espessura mais ou menos fica ótimo!
Corte em  pedaços retangulares e faça um corte no meio passe um lado por dentro deste corte fazendo uma espécie de laço.
Frite em gordura não muito quente.
Passe no açúcar e canela assim que tirar da frigideira.

Nhammm...

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Stollen - Challenge Daring Bakers - Dec/2010





As official family recipes test pilot, I am in charge to report the present 2010 Dec. Challenge Daring Bakers. Here it follows my opinion:
As also responsible for the Family Department of Transportation, I was in charge of the important task of bringing home the ingredients, which I perfectly executed. Leandra performed his task perfectly as well. I may report the result of this family effort was successful and produced a STOLLEN (in capital letters, please) I had for so long dreamt about: Some 8 years of almost begging her for a good recipe. The resulting appearence, texture, flavor and taste had paid my patience and determination.

With nothing else to report,

Mario 
Family Recipes Test Pilot

Dec., 12th 2010

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------
The 2010 December Daring Bakers’ challenge was hosted by Penny of Sweet Sadie’s Baking. She chose to challenge Daring Bakers’ to make Stollen. She adapted a friend’s family recipe and combined it with information from friends, techniques from Peter Reinhart’s book.........and Martha Stewart’s demonstration.




Com este relatório, pouco resta acrescentar além das fotografias e do link pra receita!!!


Ok, ok, eu explico um pouco mais.


Eu fiz no mesmo dia, duas receitas. Uma assei no dia seguinte e a outra três dias depois.
A primeira, usei rum Malibu, um rum com sabor de côco, que o Mario odeia, para demolhar as passas! Na segunda usei rum gold, que ele foi comprar, conforme reporta acima.

Este eu fatiei e mandei pro pessoal do estaleiro. Segundo o Mario, durou menos de 5 minutos.






Não notei diferença de textura entre elas, tampouco de sabor, mas o "test pilot" preferiu a com Rum tradicional.


Como não tenho forma plana, a primeira assei em uma forma com abas.  Ficou mais branca, mas não menos gostosa.  A segunda, usei a mesma forma, mas emborcada, e como podem perceber, o Stollen ficou mais dourado.


É uma delícia. Recomendo!!!




O segundo
Obrigada Penny!

domingo, 12 de dezembro de 2010

Elas estão chegando!!!!

Estou aqui numa ansiedade de roer os dedos!

Minha mãe, irmã e sobrinha estão saindo do Brasil daqui a pouco e estão vindo me ver!!!! Elas vêm pra Coréia!!!!!


Eu estou pulando de feliz!!!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

domingo, 28 de novembro de 2010

L'Elisir d'Amore

L'elisir d'amore

Ópera de Gaetano Donizetti.
Primeira apresentação: 12 de maio de 1832.


Um grupo grande de atores em perfeita sintonia ontem no Geoje Art Center.
Sinopse

Adina, uma bela, jovem e rica, na sua casa de fazenda, lê histórias de amor para suas amigas, sem acreditar em nenhuma delas. Sobre Tristão e Isolda, com o filtro mágico do amor, reafirma sua descrença dizendo que, felizmente, nada existe que prenda o coração de uma mulher a um homem. Suas amigas riem de Nemorino, um jovem camponês, que está próximo e é apaixonado por Adina.

Chega um destacamento militar sob o comando do sargento Belcore que também é pretendente da jovem fazendeira. Esta gosta do seu estilo decidido e é inclinada a ter o seu amor, para desespero de Nemorino. À aldeia chega o Dr. Dulcamara, um médico ambulante, que entre vários medicamentos, oferece um elixir que resolve tudo milagrosamente. O ingênuo Nemorino, lembrando-se da história contada por Adina, pergunta ao esperto e espalhafatoso Dr. Dulcamara se ele possui algo semelhante. Dulcamara detesta perder dinheiro e, imediatamente, lhe oferece um poderoso Elixir do Amor, na verdade um vinho tinto comum. "Ao ingerir alguns goles, qualquer homem, em 24 horas, terá nos seus braços, completamente apaixonada, a mulher que ama", diz ele. Nemorino dá a ele todo o dinheiro que lhe resta. Ao ficar sozinho, bebe o Elixir e passa a cantar e a dançar furiosamente, despertando a atenção de Adina que chega surpreendendo-se com a energia do rapaz que é normalmente triste e cabisbaixo e por quem ela também tem um certo afeto.

Nemorino, entretanto, fica indiferente o que leva Andina a dizer-se disposta a casar com Belcore que partirá em breve com as tropas. Nemorino ri e dança mais agitado, despertando a ira de Adina que decide casar-se no mesmo dia. Isto provoca desespero em Nemorino já que não haverá tempo para o remédio fazer efeito. Assim ele pede a Adina que adie por 24 horas o casamento, mas ela não concorda.


No segundo ato, os convidados estão reunidos para o casamento. Nemorino vendo que perderá a amada, resolve tomar mais do Elixir do Amor. Não tendo dinheiro - Dulcamara não vende fiado - alista-se na tropa de Belcore, recebe um adiantamento, converte em mais um frasco do Elixir que bebe imediatamente. Nisto chega a notícia que morrera um tio de Nemorino deixando-lhe uma grande fortuna. Sem saber do acontecido, ele é assediado por todas as moças da aldeia interessadas na herança. Ele pensa que é efeito do Elixir.

Adina, sabendo que Nemorino, agora indiferente, alistara-se por amor, implora para que ele fique, comprometendo-se a restituir o soldo que obtivera no alistamento. Neste jogo de indiferenças e aproximações, acabam os dois ficando juntos completamente apaixonados, favorecendo o sucesso de Dulcamara que termina o espetáculo vendendo todo o seu estoque de numerosos frascos do fabuloso Elixir do Amor.

Pena que o Libretto é em Coreano


Ontem fomos ao Geoje Art Center aqui assistir a montagem desta Opera feita pela Universidade de Changwon de Seoul.  Apresentação Impecável. 


Todas as personagens estavam impagáveis!

Saímos de lá com a nossa amostra do Elixir, é claro...

O mais interessante  foi ver a média de idade do público!  Não deve passar dos 14 anos!

Estou emocionada até agora!

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

CROSTATA

The 2010 November Daring Bakers’ challenge was hosted by Simona of briciole. She chose to challenge Daring Bakers’ to make pasta frolla for a crostata. She used her own experience as a source, as well as information from Pellegrino Artusi’s Science in the Kitchen and the Art of Eating Well.




CROSTATA

É uma sobremesa italiana, com a base  feita de massa amanteigada (ou pasta frolla) ou massa de torta doce feita de farinha, açúcar, manteiga e ovos. A Pasta Frolla é versátil: ele fornece a base para fazer crostata de frutas em conserva, geléia, creme de confeiteiro, frutas frescas, ricota, e outros ingredientes sendo muito saborosa. 


O desafio todo está aqui




Crostata di limone


O meu cremede limão, apesar  de delicioso, ficou molengo. Reprovado para retransmitir, mas a Massa eu traduzo.






Massa da Crostata (Pasta Frolla)


Ingredientes:
1/2 xícara, menos 1 colher (ou 100 gramas) de açúcar de confeiteiro

1 e 3/4 xícara de farinha de trigo cruauma pitada de sal
115 g de manteiga sem sal fria, corte em pedaços pequenos
raspas da casca de meio limão
1 ovo grande e 1 gema de ovo grande, levemente batidos em uma tigela pequena



Fazendo Pasta Frolla à mão:
Misture a farinha, o açúcar e o sal em uma tigela.Esfregue ou corte a manteiga na farinha até que a mistura tem a consistência de migalhas grosseiras. Você pode fazer isso na tigela ou na superfície de trabalho, com a mão ou um instrumento de escolha.

Faça um buraco no centro da farinha e adicione a mistura de manteiga e despeje os ovos batidos nele.Adicione as raspas de limão.Use um garfo para incorporar o líquido para os ingredientes sólidos e, em seguida, use as pontas dos dedos.Amasse levemente apenas até a massa se reúne em uma bola.Molde a massa em um disco plano e embrulhe em filme plástico. Coloque a massa na geladeira e deixe gelar por pelo menos duas horas. Você pode refrigerar a massa durante a noite.



Fazendo Pasta Frolla no processador de alimentos:
Coloque o açúcar, farinha, sal e as raspas de limão no processador de alimentos e pulse algumas vezes para misturar.Adicione a manteiga e pulse algumas vezes, até que a mistura tenha a consistência de farinha grossa. Passe o conteúdo do processador de alimentos para a sua superfície de trabalho para continuar , molde a massa em um disco plano e embrulhe em filme plástico. Coloque a massa na geladeira e deixe gelar por pelo menos duas horas. Você pode refrigerar a massa durante a noite.



A massa ficou ótima. Meu recheio que me decepcionou, embora estivesse saboroso.

domingo, 14 de novembro de 2010

A garota mais gostosa que abracei!

A Maya, coisa mais linda de 2 meses, filha da Clarice e do Johnny.




Seria a primeira brasileira a nascer aqui, mas nasceu em Aberdeen.

Ela é toda Linda!!!
Parabéns papai e mamãe!

domingo, 7 de novembro de 2010

Cores de Outono e Cerimônia do Chá.

Ontem fomos em um excursão com outros estrangeiros a Suncheon-Si, uma cidade a 2h daqui. Lá visitamos o Naganeupseong Fortess, que é uma cidade murada real  (sim as pessoas vivem lá) que preserva  o mesmo estilo de habitação que usavam aqui no século 18.


No caminho, o colorido do outono.


Por fim, em um templo próximo, participamos de esculhambamos uma Cerimônia do Chá.




O Arbusto de Chá verde


Adorável passeio. Obrigada Maho, Rachel e Boin, nossa guias da Coens (bem que a Welliv podia ser mais interativa).

Veja todas as fotos clicando aqui.



domingo, 31 de outubro de 2010

Abóboras para o almoço de Halloween

Fiz abóboras individuais, recheadas de carne de porco moída refogada e com queijo feta temperado por cima.
Cozinhei as abóboras no micro ondas (passei do ponto), depois recheei e levei ao forno pra uma dourada. Servi com arroz branco.
Ficaram assim:



quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Feliz Aniversário Igor!!!

Hoje, 27/10 o Igor está completando um aninho. 
A festa foi Domingo. Olha que charme o aniversariante de Hanbok!


Parabéns Igor, Parabéns Rodrigo e Alana!

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Feliz Aniversário Diego!!!

Diego, meu gêmeo, fez um aninho domingo. 
Agora eles moram em Recife!!
Parabéns diego, Papai Gustavo e Mamãe Rafaela!

Let's Go Nuts for Doughnuts!

Este mês o desafio da The Daring Kitchen foi Donuts!


Como todo o desafio tem regras a serem seguidas, deveríamos usar uma das receitas propostas e optei pela Yester Doughnuts.
Todas as receitas estão aqui.  Vou traduzir só a que usei.





Donuts de fermento:

Rendimento: 20 a 25 donuts e 20-25 furos de rosca, dependendo do tamanho

Ingredientes

1/2 copo de leite


1/3 de xícara de Gordura Vegetal (pode substituir por margarina, manteiga ou banha)


4 e 1/2 colher de chá de fermento seco (tipo Saf Instant)


1/3 de xícara de água morna


2 ovos grandes, batidos¼ xícara de açúcar granulado


1 e 1/2 colher de chá de sal


1 colher de chá de Noz-moscada ralada

4 e 2/3 de xícara de farinha de trigo mais extra para polvilhar a superfície


Óleo para fritar depende do tamanho da frigideira - você precisa de 3 centímetros de óleo

Instruções:


1. Coloque o leite  e a gordura em uma panela média e aqueça em fogo médio  apenas o suficiente para derreter a gordura. Reserve.


2. Em uma tigela pequena, salpique o fermento sobre a água quente e deixe dissolver por 5 minutos. Deve ficar espumoso. Após 5 minutos, despeje a mistura do fermento na tigela grande da batedeira e acrescente a mistura de leite e gordura, certificando-se primeiro a mistura do leite e gordura esfriou a morno.


3. Adicione os ovos, açúcar, sal, noz moscada e metade da farinha. Usando o acessório da pá do misturador (se tiver), combinar os ingredientes em velocidade baixa até a farinha é incorporada e depois em velocidade média, bata até misturar bem.


4. Adicione a farinha restante, combinando em velocidade baixa no início, e então aumentar a velocidade para média e bata bem.


5. Mude o batedor da batedeira e bata em velocidade média até a massa se afasta da bacia e se torne lisa, de aproximadamente 3 a 4 minutos. Se você não tem um batedor / batedeira - amasse até a massa ficar lisa e não pegajosa.


6. Transfira para uma tigela bem oleada, cubra e deixe crescer por 1 hora ou até dobrar de tamanho.


7. Em uma superfície bem enfarinhada, abra a massa com aproximadamente 1 cm de espessura. (Verifique se a superfície é realmente bem enfarinhada caso contrário o seu donuts vai ficar grudado.


8. Corte a massa com o auxílio de cortador de rosca ou dois cortadores redondos para fazer o furo central. Coloque numa assadeira enfarinhada, cubra levemente com uma toalha e deixe crescer por mais 30 minutos.


9. Pré-aqueça o óleo em uma frigideira em fogo médio. Queremos que os Donuts fiquem bronzeados por fora e cozidos por dentro.


10. Delicadamente, coloque os bolinhos no óleo. Cozinhe por 1 minuto de cada lado ou até dourar.

11. Transfira para um rack de arrefecimento colocado na assadeira. Deixe esfriar por 15 a 20 minutos antes da vitrificação, se desejar.




Eu passei a maioria diretamente em açucar e canela ou só no açúcar. Uns cortei sem furo no centro, pra fazer como "bombolonis" e recheei com geléia de laranja.



Descobri que Mario não gosta de Donuts... comprados.....




A Renata também Provou e Aprovou




The Daring Kitchen

The October 2010 Daring Bakers challenge was hosted by Lori of Butter Me Up. Lori chose to challenge DBers to make doughnuts. She used several sources for her recipes including Alton Brown, Nancy Silverton, Kate Neumann and Epicurious.






segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Bobó de Camarão

Sábado recebemos uns amigos pra comemorar meu aniversário (24/10) e da Célia (28/10).  Fizemos  Bobó de camarão (com mandioca importada, porque aqui não tem) e uma abóbora com strogonof de cogumelos pros convidados vegetarianos. Servimos com arroz branco e salada.


O bobó


O strogonof na abóbora
Eu, Célia, Tebet, Mario e a Budapest Cake
Acho que o pessoal gostou!